Theme Preview Rss
Inovando tudo o que eu sabia e entendia sobre organização e arrumação a Marie Kondo chegou para bagunçar os meus conceitos.

O livro é muito agradável e extremamente prático. Super recomendo!



Os principais pontos do livro são:

1) Defina os seus objetivos: Escreva porque você quer ter uma casa mais organizada e o que você ganhará com isso.

2) Organize por tipo e não por local: exemplo livros um dia, roupas no outro.

3) Junte todos os itens do mesmo tipo em um ambiente e descarte o que não quer

4) Ao descartar pergunte se cada objeto lhe traz alegria, se não descarte

5) A melhor sequência é: roupas, livros, papelada, itens variados e, por fim, itens de apego emocional, incluindo presentes e lembranças. Esta ordem se mostrou a mais eficaz de acordo com o grau de dificuldade para a tarefa seguinte, que é arrumar cada coisa em seu lugar

6) Evite mostrar itens descartados principalmente aos pais.  Eles ficam preocupados com a possibilidade de que alguma coisa possa fazer falta. Além disso, pode ser doloroso ver roupas, brinquedos e presentes dados por eles na pilha de descarte

7) Quando você deparar com algo de que não consegue se desapegar, pense bem no real propósito desse objeto em sua vida. Você vai se surpreender ao constatar quantos de seus pertences já cumpriram sua função.

Você será demitida?

Preste atenção a alguns sinais bem simples:




  • Os trabalhos começaram a sumir. Outros colegas recebem novas tarefas e novas obrigações e você continua com os mesmos projetos, nada novo, desconfie.

  • Você não é incluída nos treinamentos. Se os treinamentos não estiverem congelados, pode significar que a empresa não quer mais investir nos seus talentos.

  • Você não recebe projetos dos clientes importantes

  • Seu gerente muda de comportamento. Costuma estar mais nervoso, começa à evitá-lo.

  • Você começa a ser isolada. Somem os convites para almoçar, tomar café.

  • Você não tem reconhecimento à muito tempo. Nem um aumento ou promoção, ou um bom feedback.

  • Não é convidada mais para reuniões em que deveria estar.

Aumentando o seu valor





Tenha um blog -  tenha um blog e fale sobre os assuntos relacionados ao seu trabalho, comente as novas soluções, metodologias, indique soluções. Muito cuidado com o português.


Divulgue seus artigos no linkedIn -  A rede social é uma excelente forma de mostrar suas capacidades. Mas tenha cuidado de divulgar assuntos pertinentes.


Assuma riscos -  se tiver uma ideia diferente que que sente que dará certo, invista nela e persista! Seguir sempre o mesmo manual que as outras seguem só irá levá-la até onde alguém já está, para se destacar você precisa ser diferente!


Seja persistente - Se cair levante, peça feedback, melhore, retome o caminho e continue, acredite as pessoas observam e valorizam quem sabe lutar!


Conheça seus pontos fortes - Pense em um momento de sucesso e pergunte a si mesmo que atitude ou comportamento fez a diferença! Esta característica é um dos seus pontos fortes. Você pode também perguntar a 3 pessoas de confiança, quais as suas maiores qualidades.


Utilize seus pontos fortes à seu favor - Pense sobre como pode utilizar melhor suas melhores qualidades não apenas na sua vida profissional, mas também em sua vida pessoal.




Para ter um bom dia - Parte II


* Vista-se como se fosse ter um encontro importante, não deixe as melhoras roupas apenas para situações "especiais" elas são raras, valorize cada momento


* Acorde e dia para si mesma: Hoje será um dia maravilhoso!


* Cante bem alto no carro, espante as dores e os pensamentos ruins.


* Convide pessoas diferentes para almoçar, conhecer pessoas novas pode dar um novo ânimo à sua vida.


* Cultive a humildade, admita os seus erros, as pessoas gostam de estar perto de quem é verdadeiro.


* Tenha flores por perto, na sua casa ou no trabalho.


* Faça 10 minutos de meditação



Veja a parte 1, aqui 

Você está no emprego certo?


Responda as perguntas e se a maioria das respostas for não, está na hora de procurar algo melhor



1) Eu me identifico com as metas da empresa?

2) Sei as expectativas da empresa em relação ao meu trabalho e elas me motivam?

3) Meu supervisor parece preocupar-se comigo como pessoa?

4) Recebo reconhecimento ou elogio pelo meu trabalho?

5) Tenho oportunidade de aplicar minhas principais competências no trabalho diário?

6) Meus colegas estão comprometidos em fazer um trabalho com qualidade?

7) Meu gerente e meus colegas levam minhas opiniões em consideração?

8) Existe um incentivo para meu desenvolvimento profissional?

9) Nos últimos 6 meses tive algum progresso profissional?

Toma lá dá cá - Parte II

Caso você não tenha lido a parte I, acesse aqui



Para negociar bem:

4) Controle a ansiedade - todo mundo quando fala com alguém que não conhece, ou com alguém importante fica ansioso. A chave para mitigar esse problema é estar bem preparada, o tempo dedicado à pre-negociação deve ser sempre maior que a negociação em si, pense em todos os detalhes, leia e releia tudo sobre o assunto, domine todos os pontos e pense em contingências caso alguns pontos propostos não sejam de fácil acordo.

5) Cuide do seu visual - Tudo o que interfere na comunicação entre duas pessoas influência na hora da negociação, inclusive o vestuário. Um bom negociador sabe que tudo que faz envia uma mensagem boa ou ruim para o outro lado.

6) Não ignore a ética- Não tente tirar vantagem da pessoa com quem você está negociando, não é só o resultado financeiro que conta.


Você trabalha em um local que incentiva a criatividade?



responda as seguintes perguntas e meça a criatividade da sua empresa:

1) Quantos produtos, serviços, fluxo, comportamentos e etc foram implantados nos últimos 6 meses?

2) Quando alguém (não hierarquizado) quer sugerir algo novo, encontra pessoas dispostas a ouvi-lo?

3) Quando alguém tenta fazer algo novo e se sai mal é ridicularizado? criticado? Ou é elogiado por ter tentado e tomado iniciativas?

4) Quantas novas ideias já morreram? E quando isso acontece a explicação é coerente?

5) Você seria capaz de fazer neste momento uma lista de 10 pessoas criativas que trabalham com você?

6) Quantas vezes nos últimos meses houveram reuniões apenas para conversar sobre os negócios?

7) Quantas ideias novas o concorrente teve antes de vocês?

8) Existe o hábito de tentar algo, sem saber se dará certo?

9) A pessoa que sugere algo novo enfrenta muitas barreiras até que suas idéias sejam acatadas?

10) Quando algo novo é feito as pessoas vibram com o sucesso da equipe ou ficam procurando apontar o pai da ideia?